Caracterização de Jacaré de ponta móvel usado: mecanismos de dano, composição química, microestrutura e dureza

Autor(es): TRESSIA, Gustavo; ALVES, Luiz Henrique Dias
Resumo: Neste trabalho foi realizada uma caracterização quando à composição química, dureza e superfície de desgaste de um jacaré de ponta móvel (JPM) nas regiões da pata de lebre e da ponta primária após o uso na EFC. A superfície de desgaste foi analisada por imagens fotográficas, a composição química foi analisada por combustão e por espectrômetro de emissão ótica. As medições de dureza foram realizadas pelo método Vickers. Medições de algumas cotas das amostras foram realizadas utilizando paquímetro digital. A análise da superfície de desgaste permitiu conhecer os principais mecanismos de desgaste da ponta primária da pata de lebre. As regiões iniciais da ponta primária foram predominantemente submetidas ao desgaste por deslizamento, devido ao contato da flange da roda com a lateral da ponta primária. Por outro lado, em regiões mais afastadas do início da ponta primaria, passou a operar mecanismos de fadiga de contato de rolamento, com a presença de head checks. Na pata de lebre foi observado predominantemente RCF, com presença de head checks e lascamento. A análise química das amostras mostrou que a pata de lebre e a ponta primária possuem composição química compatível com trilhos da classe premium. As medições de dureza mostraram que para uma região da ponta primária os valores encontrados são inferiores ao especificado para trilhos da classe premium, isso devido à ponta primária ter sua área útil concentrada na região mais interna do boleto do trilho, que não apresenta ganho de dureza devido ao tratamento realizado em trilhos premium.
Ano: 2021
Páginas: 22 p.
DOI: 10.29223/PROD.TEC.ITV.MI.2021.12.Tressia
Ano de publicação: 2021
Tipo de relatório: Parcial/ Disponível apenas Sumário "Uso Restrito"
Link para o PDF: Clique aqui