Basin morphology, sedimentology and seismic stratigraphy of an upland lake from Serra dos Carajás, southeastern Amazon, Brazil.

Autor(es): SOUZA-FILHO, Pedro Walfir et al
Resumo: Para compreender os processos sedimentares em um ambiente lacustre, é essencial investigar os processos morfológicos, sedimentares e limnológicos. O presente estudo foi desenvolvido na lagoa do Violão, Serra Sul de Carajás. A abordagem metodológica incluiu a coleta de dados batimétricos, sedimentológicos e sísmicos. A lagoa apresenta forma de violão, alongada na direção NE-SW, ocupando uma área de ~0,3 km2, com perímetro de ~2,7 km. O lago apresenta uma morfologia de bacia de lavar roupa, com margens íngremes em afloramentos de crosta laterítica ferruginosa. O fundo plano é constituído principalmente por sedimentos lamosos. A coluna de água apresenta uma estratificação térmica somente durante a estação seca, sendo misturada no período chuvoso. Três sucessões sismoestratigráficas foram identificadas no lago, que apresenta uma espessura de sedimentos de ~15 m sobre um refletor basal. Pequenos lóbulos deltaicos são depositados no fundo do lago a partir de correntes de turbidez, enquanto a parte central do lago é caracterizada pela deposição por decantação de sedimentos finos, sugerindo que a de sedimentação da lama orgânica está associada a fluxos intermediários ou superficiais. Portanto, os processos sedimentares são fortemente regulados pela morfologia da bacia, pelo influxo de água de drenagem e pela estratificação térmica da coluna de água.
Periódico: Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi de Ciências Naturais
Ano: jan./abr. 2016
Volume: v. 11, n. 1
Páginas: p. 71-83
Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/309239897_Basin_morphology_sedimentology_and_seismic_stratigraphy_of_an_upland_lake_from_Serra_dos_Carajas_southeastern_Amazon_Brazil