Estimativa do Tamanho de Bolhas em Espuma de Flotação Utilizando Visão Computacional

Autor(es): SILVA, Carlos Júnior Pereira da; SOUZA, Jefferson Rodrigo de; PESSIN, Gustavo; GEUS, André Reis de
Resumo: (EN) Dentre as etapas de processamento de minérios, a flotação se destaca como um dos mais importantes, principalmente quando se trata de separação de minerais. O rendimento deste processo está muito ligado as variáveis de processo como a vazão de ar e o controle de abertura das válvulas de descarga. Estas variáveis, muitas vezes, são determinadas através do aspecto visual da espuma deste processo, onde os operadores se baseiam em suas experiências para a tomada de decisão e escolha destes parâmetros. As principais características observadas são: tamanho das bolhas, textura e velocidade de deslocamento. Como esta análise, muitas vezes,
fica a cargo do operador do processo ela acaba se tornando subjetiva, variando de operador para operador. Além desta análise subjetiva, o controle deste processo é uma tarefa complexa. Desta forma, a automação deste processo se torna ainda mais importante. Utilizando as técnicas de visão computacional é possível obter as principais características da espuma importantes ao processo. A proposta deste trabalho é utilizar técnicas de visão computacional para estimar o tamanho médio e o número de bolhas presentes na espuma de flotação como ferramenta de apoio na tomada de decisão dos operadores deste tipo de processo.
Periódico: XXIII Congresso Brasileiro de Automática - CBA 2020
Ano: 2020
Volume: v. 2, n. 1
Páginas: p. 1-8
DOI: https://doi.org/10.48011/asba.v2i1.1086
Ano de publicação: 2020
Disponível em: https://www.sba.org.br/open_journal_systems/index.php/sba/article/view/1086