Dimensionamento da rede de monitoramento da qualidade do ar nas minas de ferro de Carajás-PA

Autor(es): QUEIROZ, Ana Carolina Pupo Saglietti
Resumo: O estudo apresentado propõe um método para instalação de estações de monitoramento da qualidade do ar de forma que a configuração proposta represente adequadamente a emissão de particulado das Minas de Ferro de Carajás. A combinação dos dados do inventário de fontes de emissão e de condições meteorológicas específicas – direção e velocidade do vento - produz figuras de relevância. O método empregado no dimensionamento da rede de monitoramento da qualidade do ar na região do estudo permite identificar áreas que tenham igual representatividade, doravante chamadas áreas de influência. Tal método possibilita a realização de testes em que pontos de observação sejam classificados individualmente em valores de relevância. Posteriormente se pode delimitar áreas de influência dentro das quais as emissões de material particulado das minas em operação possuam similar contribuição. Os resultados foram expressos em figuras indicando para cada posição selecionada, a representatividade das medições ao longo do ano. A rede de monitoramento composta por três pontos de observação foi avaliada como a mais adequada por permitir medições complementares e caracterizadas por pouca redundância em períodos distintos do ano. Adicionar mais estações será redundante e não propiciará ganhos na avaliação das concentrações de particulados na região. A aplicação desse método permitiu também definir o ponto de monitoramento para níveis de background, ou seja, sem a influência das atividades das minas de Carajás. O método adotado permite ainda que essa configuração de rede seja revisada sempre que houver alteração nos cenários de produção. Da mesma forma, esse modelo pode ser utilizado em empreendimentos com características similares, substituindo os dados de entrada para definição de uma rede de monitoramento adequada às características operacionais do empreendimento em questão. As principais limitações deste método proposto são: • a ausência da quantificação de material particulado em um determinado ponto, a exemplo do que se obtém em modelos de dispersão; 7 • o método não considerou o relevo da região; • não foram considerados nos cálculos alguns parâmetros importantes de meteorologia, tais como: radiação solar e umidade radioativa do ar. Estes parâmetro são considerados nos cálculos dos fatores de emissão das fontes de material particulado.
Ano: 2015
Páginas: 104 f.
Ano de publicação: 2015
Orientação: Paulo Antônio de Souza Júnior, Dr.
Link para o PDF: Clique aqui
Curso: Mestrado em Uso Sustentável de Recursos Naturais em Regiões Tropicais