Avaliação sazonal da qualidade da água em lagoas dos platôs da Serra Sul de Carajás, sudeste da Amazônia, Brasil

Autor(es): MENEZES, Rafaella de Souza
Resumo: Foram efetuados estudos sobre as variações temporais e sazonais da qualidade da água das lagoas do Amendoim, Violão e Três Irmãs (TI), localizadas no platô S11 na Serra Sul de Carajás, no sudeste do Pará, com objetivo de definir a qualidade das águas superficiais das lagoas e estabelecer comparações entre elas. As coletas e análises ocorreram nos anos de 2015 e 2016, em duas estações (estiagem e chuvosa). A fim de extrair informações sobre os diferentes parâmetros que exercem maior influência na sua qualidade, fez-se uma análise descritiva e aplicou-se método de estatística multivariada por meio de Análise de Componentes Principais (PCA) e calculou-se o índice de qualidade da água (IQA) e índice de estado trófico (IET). Os conteúdos de metais se revelaram, em sua grande maioria, em conformidade com a Resolução Conama 357/2005 (Classe II), com exceção de Ferro Dissolvido, Zinco Total e Cádmio Total. Por meio de cálculo de IQA, a qualidade das águas das lagoas, enquadrou-se entre boa e ótima. O grau de trofia, definido com base no IET, levou a classificar as lagoas TI1 e TI2 como mesotróficas a eutróficas; TI3 como oligotrófica; Violão como oligotrófica a mesotrófica e Amendoim como ultraoligotrófica a oligotrófica. Em geral as lagoas TI1 e TI2 apresentam maior grau de trofia. A análise de PCA identificou sete variáveis de maior influência na qualidade da água dos corpos hídricos. Encontraram-se altas concentrações de Fósforo Total, Clorofila a, Ferro Dissolvido, Carbono Orgânico Total, Demanda Bioquímica de Oxigênio, e Cianobactérias e baixas concentrações de Amônio, representados nos dois Componentes Principais (PC1 e PC2). Concluiu-se que as lagoas estudadas são influenciadas pelas características naturais de formação da bacia hidrográfica, por processos alóctones e, em parte, pela sazonalidade. Foram identificados dois grupos de lagoas: Um formado pelas lagoas TI1 e TI2; outro pelas lagoas TI3, Violão e Amendoim. Amônia, fósforo total e clorofila foram os fatores que exerceram maior influência. As cinco lagoas apresentaram qualidade de água satisfatória conforme a Resolução CONAMA 357/2005. O maior agente causador de trofia na lagoa TI1, segundo a análise de PCA, foi o nutriente fósforo total.
Ano: 2017
Páginas: 107 f.
Ano de publicação: 2017
Orientação: Dr. Roberto Dall’Agnol
Link para o PDF: Clique aqui
Curso: Mestrado em Uso Sustentável de Recursos Naturais em Regiões Tropicais