Avaliação de índices de perigo de incêndios florestais em Canaã dos Carajás – PA

Autor(es): SOUZA, Bruno Moreira de
Resumo: Os índices de perigo de incêndios são ferramentas muito importantes na identificação do grau de risco de queimadas em determinada região. Estas técnicas são imprescindíveis para providenciar alertas de perigo para a sociedade e órgãos de combate ao fogo, no planejamento do controle de incêndios, identificação das melhores épocas para queimadas controladas e gerar previsões do comportamento do fogo. Vários índices de perigo de incêndios são utilizados no mundo, se diferenciando na forma do cálculo, variáveis consideradas em suas bases, horários de obtenção dos dados requeridos em seus cálculos, aplicabilidade dos métodos e eficiência em seus alertas gerados para uma determinada região. O presente estudo teve como objetivo comparar a eficácia de quatro índices de perigo de incêndios florestais: Fórmula de Monte Alegre (FMA), Fórmula de Monte Alegre Alterada (FMA+), Índice de Angstron e Índice de Rodríguez e Moretti (IRM) para diferentes áreas da cidade de Canaã do Carajás - PA, a fim de determinar aqueles que possuem melhores resultados para as características da área. Utilizando-se de dados climatológicos lo-cais e históricos de incêndios ocorridos na região entre os anos de 2013 e 2016, a eficiência dos índices na previsão das ocorrências, ou não, dos incêndios foi testada com o uso da ferramenta de Skill score (SS) e de porcentagem de sucesso geral. Os resultados obtidos neste estudo mostraram que, para os cenários “geral”, “floresta” e “não floresta”, o índice FMA+ resultou em valores semelhantes ao índice de Angstron para a porcentagem de sucesso geral (PS). Contudo, para os demais cenários analisados (“mineração”, “água” e “campo rupestre”) a FMA+ obteve menores valores de PS e SS. A FMA teve desempenho mediano, com valores intermediários de PS e de SS, enquanto que o IRM apresentou valores muito baixos na previsão das não ocorrências dos incêndios, o que acarretou também nos menores valores de PS e de SS. Sendo assim, os resultados obtidos pelo IRM indicam maiores restrições do seu uso nas áreas do estudo, merecendo cautela em sua aplicação. Por outro lado, os resultados obtidos mostraram que o índice de Angstron foi o que obteve melhores resultados para as áreas avaliadas, o que representa uma maior confiabilidade em suas previsões de incêndios e de não incêndios, se mostrando mais eficaz dentre os demais nos alertas gerados para as áreas envolvidas neste trabalho. Assim, a utilização do índice de Angstron para a região de Canaã dos Carajás - PA é aconselhável, a fim de contribuir para a maior precisão nos alertas de perigo de incêndios, além de melhorar a programação e a eficiência nas atividades de enfrentamento ao fogo, reduzir custos operacionais no combate ao fogo e na mitigação dos danos a serem causados por incêndios.
Ano: 2018
Páginas: 44 f.
DOI: https://doi.org/10.29223/PROD.TEC.ITV.DS.2018.5.Souza
Ano de publicação: 2018
Disponível em: http://pergamum.itvds.org:81/vinculos/00000d/00000dfe.pdf
Orientação: Silvio Junio Ramos, Dr.
Link para o PDF: Clique aqui
Curso: Mestrado em Uso Sustentável de Recursos Naturais em Regiões Tropicais