Avaliação da eficácia de métodos de reflorestamento em uma barragem de rejeito de Manganês Floresta Nacional de Carajás/PA

Autor(es): RIBEIRO, Rafael de Almeida
Resumo: Iniciar um processo de sucessão florestal a partir de uma área degradada, sem quaisquer componentes facilitadores de tais processos, de forma que esta apresente, ao longo dos anos, a composição florestal mais semelhante possível ao que era antes da intervenção provocada pela atividade de mineração, parece ser improvável, se não impossível. O objetivo deste trabalho é avaliar dois modelos tradicionais de reabilitação de áreas degradadas utilizados em uma mesma área, lado a lado. As técnicas avaliadas foram implantadas em dezembro de 2000, no Complexo Minerador de Carajás/PA, em um dos diques da barragem de rejeito da Mina de Manganês do Azul, Barragem do Kalunga, o qual chegou ao final de sua vida útil e foi disponibilizado à área ambiental para sua recuperação. O experimento foi realizado em uma área de 6ha, onde em 3ha foram plantadas mudas diretamente sobre o rejeito de manganês e, nos outros 3ha, foram acrescentados 30cm de solo orgânico das frentes de supressão vegetal com serrapilheira e galhadas em 6 parcelas (ilhas) de 2500m² (50mX50m). Foi avaliado o desenvolvimento da cobertura vegetal nestas áreas, 14 anos após a implantação, assim como a diversidade de espécies vegetais encontradas, sua riqueza e estrutura vertical e horizontal. Os resultados obtidos foram comparados aos de uma área testemunho de floresta primária, localizada em situações semelhantes de topografia e clima, no interior da Mina de Manganês do Azul. Foram avaliadas também as características gerais do substrato (solo) formado em cada tratamento. O resultado encontrado, principalmente no tratamento com ilhas de solo, foi a evidência de processos eficientes no que se refere à restauração ecológica de um ambiente muito degradado, onde pode-se observar a restituição da diversidade e dinâmica entre as espécies, promovendo-se a sucessão florestal de uma área a um estado florestal de uma área com trajetória promissora
Ano: 2015
Páginas: 83 f.
Link: http://pergamum.itvds.org:81/vinculos//000009/00000964.pdf
Ano de publicação: 2015
Orientação: Dr. José Oswaldo Siqueira
Link para o PDF: Clique aqui
Curso: Mestrado em Uso Sustentável de Recursos Naturais em Regiões Tropicais